Policial tenta evitar execução de grávida na PB, mas acaba assassinado; mulher e bebê também morreram

14/02/2016 11:04


Mais um membro da Polícia Militar foi assassinado na Paraíba. Dessa vez a vítima foi o cabo Laurentino, integrante do 7º Batalhão da Polícia Militar.

Ele estava em um dia de folga, em um bar, no bairro de Várzea Nova, município de Santa Rita, Região Metropolinata de João Pessoa, quando presenciou bandidos se aproximando de uma mulher grávida para tentar executá-la.

Nesse momento, mesmo de folga, o policial tentou impedir o crime, mas acabou sendo surpreendido pela reação dos bandidos, que avistaram o cabo com a arma e desferiram os disparos.

A mulher que o policial tentou defender também foi alvejada pelos disparos e morreu logo após os primeiros socorros. Ela estava grávida de sete meses. O bebê também morreu.

Os criminosos fugiram do local tomando destino ignorado.

Uma viatura do Samu foi acionada, mas já encontrou o cabo sem vida estendido ao solo. A Secretaria de Segurança ainda não se manifestou sobre o fato.


Fonte: Folha do Sertão

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!